98 Telinha e seus gatinhos

no dia que eu me zangar
mato voce de carinho

Ze´ Limeira

26.1.09

amado marido me deu de natal um dos livros mais chatos que eu já li. vim me arrastando pelas oitocentas páginas de jonathan strange e mr. norrell, reclamando que nada acontecia. aí chegou o capítulo final, que me fez dormir uma e meia da manhã, absolutamente encantada, e me deu sonhos interessantíssimos.

se eu fosse a autora, só publicava o fim :D

li numa resenha que neil gaiman adorou o livro. compreenda, é um livro, hm, bem escrito, que cria toda uma nova mitologia de magia na inglaterra, com o personagem do Rei Corvo. Ela criou magos Áureos e Argênteos e citações de livros de magia e sobre magia (a-ha! há diferença entre eles, sim senhor). Um trabalho absurdo!

Só que quase nada acontece em mais de setecentas páginas! Mr Norrell é mago, numa época em que magos eram puramente teóricos. Daí ele faz magia acontecer na Inglaterra, depois de duzentos anos sem que magia fosse feita - só estudada. Mas Mr. Norrell não quer que mais ninguém seja mago, e aí já vão umas duzentas páginas do livro. Aí aparece Jonathan Strange, que não liga para as proibições de Mr. Norrell e faz magia quase intuitivamente. Daí ele vira discípulo de Mr. Norrell. E daí acontece Napoleão e as guerras e a magia é usada por Jonathan Strange como arma de guerra contra Napoleão. E nisso vão mais trezentas, quatrocentas páginas.

Eu lia e bufava, mas nada acontece nesse livro. Tudo é muito descritiiiiiivo, as coisas acontecem lentameeeeeeeeente, dava nos nervos.

E aí aparece o senhor de cabelos de algodão.

As coisas acontecem em ritmo lento, agoniantemente lento, até chegar a um final maravilhoso, uma recompensa por subir essa montanha altíssima e complicada.

Recomendo o livro? Olha, eu li e larguei muitas vezes do natal até ontem. Um mês lendo com sacrifício, pq foi amado marido que me deu. Mas o fim, gente, o fim é espetacular.

4 Comments:

Anonymous Tati said...

Ai Telinha, corro risco de ser apedrejada em praça pública, mas aquele comer, rezar e amar, por mim poderia ser só o comer.
Beijos.

10:28 AM

 
Blogger stella said...

num li, tati, não deu cobiça...

11:09 AM

 
OpenID batatatransgenica said...

telinha, tou com esse livro ae "fritando bife" desde que o tijolo foi lançado no brasil. não consigo chegar em 1/4 do bichinho, e todo mundo diz que é bão, que melhora depois de um tempo e eu não consiiigo ir pra frente! agora que você explicou que quando dizem que fica bom no fim quer dizer "fim" mesmo, acho que vou tentar de novo :oD

3:47 PM

 
Blogger stella said...

dona batata, força na subida, pq o negócio é brabo, mas o último capítulo é absolutamente redentor.

6:23 PM

 

Postar um comentário

<< Home