98 Telinha e seus gatinhos

no dia que eu me zangar
mato voce de carinho

Ze´ Limeira

18.7.07

eu sempre soube que eu sou uma pessoa, hm, diferente. esquisita, talvez.

mas agorinha mesmo me peguei pensando "o que eu traria da casa dos meus pais para a minha". qualquer item, qualquer coisa. e fiquei contente pq eu trouxe de lá a coisa que eu mais queria: o abridor de lata de cabo laranja.

esse abridor de lata tem, no míiiinimo, vinte anos. e é o único abridor de lata que eu sei usar.

não é o relógio da parede, a gravura do brennand, alguma jóia da minha mãe. não são os livros, talvez um caderno velho do meu pai, um vaso de vidro que meu pai chamava de rádio (ele um dia me explicou a razão, mas eu já esqueci).

um abridor de lata.

sim, eu sou uma pessoa muito esquisita.


4 Comments:

Anonymous cecilia said...

mas porque voce nao trouxe o abridor de lata da sua ultima visita?

12:39 PM

 
Blogger stella said...

eu trouxe :)

6:31 PM

 
Anonymous Luciana said...

Desapegada(de bens materiais), pode ser a palavra certa...sentimental talvez?
estou sempre por aqui mas nunca comento ...acho seus gatinhos muito lindos! um abraço!

8:23 PM

 
Anonymous Anônimo said...

Lindinha,

Tenho um igualzinho que nem! E olha que o meu veio parar muito mais longe... de Belzonte pros Arkansas, pode?

Um grande abraço,
Miriam Lange

9:37 PM

 

Postar um comentário

<< Home