98 Telinha e seus gatinhos

no dia que eu me zangar
mato voce de carinho

Ze´ Limeira

25.6.08

são joão é a festa mais linda do ano. não tem gente triste como natal e ano novo. não tem que comprar presente, enfrentar shopping lotado, fazer malabarismo com orçamento. você compra fogos, bandeirinhas, laço de fita prá prender a trança, chapéu de palha, milho... e a festa tá feita.

é tão bom, o são joão. a gente começa a brincar no santo antônio, fazendo simpatia para ver com quem vai casar. aos treze anos (foi treze, adinha? tu lembra?) enfiei a faca na bananeira à meia noite, para que a seiva mostrasse a letra do futuro marido. lembro do escuro e do medo. choveu a noite toda, não tinha letra na faca. mas foi uma aventura, gente. :D

aí vinha o aniversário do meu pai e os festejos começavam de verdade. 21 de junho, a festa de são geraldo, hahahha. não é o dia do santo, mas é o dia do meu pai.

23 de junho. luiz gonzaga. vestidinho colorido. já soltei balão, antes de ser politicamente incorreto. é uma coisa absolutamente emocionante, aquele pedaço de papel criando vida, flutuando. a gente segura com a ponta dos dedos, ele tão suave. alguns escreviam no papel do balão recados para são joão. e chega a hora de soltar, dá vontade de soltar e não dá. e olha ele subindo! e a gente vai acompanhando o balãozinho no céu escuro, subindo e sumindo. é uma das coisas mais lindas do mundo, soltar um balão pequenino numa noite de são joão, cercada de amigos, numa noite friinha. as crianças olhando. é lindo.

as comidas de milho demoram a tarde toda para fazer. precisa de milho, ralador, palha, mesa grande. e vamos tirando a palha, tirando os cabelos, depois os fiapos, ralando o milho para a canjica, a pamonha, o bolo. cozinhando o milho, assando o milho na fogueira. dobrando a palha para fazer a pamonha, amarrando com a própria palha. rapando a panela da canjica. lambendo a bacia do bolo. ficando toda respingada. ai, é boooooooom.

dançar quadrilha. dançar certo, dançar desengonçada. quadrilha da escola, com o vestido azul e branco. dançar quadrilha na casa de amigos (oi, bebéeee) e pintar as crianças, fazer bigodinhos e costeletas nos meninos, sardinhas e o batom mais vermelho nas meninas.

acender a fogueira às seis da tarde da véspera de são joão. rezar a ave maria. os troncos grossos por debaixo, para dar sustentação. querosene, jornal, varetas secas para o fogo pegar. no começo o calor é forte demais. depois, já noite alta, sentar juntinho da fogueira já esbraseando, na quentura certa. pegar tição para acender os fogos.

os fogos!

vulcão, peido de véia, estrelinha, buscapé. traque de massa. amarrar bombril num barbante grosso, acender no meio e girar, e girar.

são joão, não há quem te tire do meu coração.

olha pro céu, meu amor
vê como ele está lindo
olha práquele balão multicor
como no céu vai subindo

foi numa noite igual a esta
que tu me deste o seu coração
o céu estava todo em festa
pois era noite de são joão

havia balões no ar
xote e baião no salão
e no terreiro, o teu olhar
que incendiou meu coração...



a fogueira está queimando
em homenagem a são joão
o forró já começou
vamos, povo, rastapé nesse salão



com a filha de joão
antônio ia se casar
mas pedro fugiu com a noiva
na hora de ir pro altar

a fogueira está queimando
o balão está subindo
antonio estava chorando
pedro estava sorrindo

e no final dessa história
para acabar com a brincadeira
joão consolava antônio
que caiu na bebedeira!

12 Comments:

Anonymous Pri said...

Oi, que doido isso, ontem estava conversando com minha mãe e tentando lembrar dessa música, do Antônio...ae leio o blog hj e taí a letra...Beijo

10:08 AM

 
Blogger Ana Paula said...

Ah, telinha, esse é o post mais lindo que vc já produziu. E vc descreveu como ninguém o meu sentimento a respeito das festas de são joão. Eu tenho exatamente essa experiência de criança, de soltar balões pequeninos, de papel de seda, coloridos, e das quadrilhas e doces e estalinhos distribuídos às crianças menores e buscapés às maiores. De ficar se aquecendo do lado da fogueira, e catando batatas doces assadas na brasa que ia se apagando. Ah, telinha, que gosto doce vc pôs na minha vida hoje com suas histórias e canções juninas!
Bom São João pra vc, querida!

4:09 PM

 
Blogger stella said...

pri, acredita em transmimento de pensação?

ana paula, querida, obrigada pelo seu recado tão lindo! :D

5:01 PM

 
Blogger Alline said...

Ai, Tela, eu amo sao joao tb. Todos os meus aniversários de criança foram festas juninas. Com fogueira, balão, quadrilha, bandeirinha. Minha mãe fazia a cola de arroz pra gente colar bandeirinha...
E ela colocava trancinhas nos balões de aniversário, pintava carinhas de caipira. Ai que delicia.

Beijos, flor, eu amei seu post.

5:03 PM

 
Anonymous BethS said...

Oh Telinha, eu AMO o S. João, a festa de que eu tenho mais saudade nesse mundo.
Mas acho que nem no Nordeste existe mais esse S. João romãntico e brejeiro - só na nossa saudade.
Mesmo assim: VIVA SÂO JOÂO, né?
beijo grande!

8:16 PM

 
Blogger stella said...

cola de arroz, allinA? lá em casa a cola era de farinha de trigo e água, sem cozinhar.

BethS, meu amor, um dia te levo pro são joão da casa de bebé e adinha, lá em surubim. é são joão de verdade, tradicional, arcaico e castiço. ai que saudade que dá.

8:55 PM

 
Anonymous Marcos said...

Chegou a hora da fogueira
É noite de São João
O céu fica todo i1uminado
Fica o céu todo estrelado
Pintadinho de balão

Quando eu era pequenino
De pé no chão
Eu cortava papel fino
Pra fazer balão
E o balão ia subindo
Para o azul da imensidão

Hoje em dia o meu destino
Não vive em paz
O balão de papel fino
Já não sobe mais
O balão da ilusão
Levou pedra e foi ao chão

7:38 PM

 
Anonymous Mani said...

Telinha, adoro festa junina, e gosto demais da comida. Nunca gostei de aluá, nem de pé-de-moleque (só comia a castanha!) E faz muitos anos que não danço quadrilha...beijos...

7:04 PM

 
Blogger stella said...

marcos, essa eu não lembrava, obrigada!

mani, não tenho certeza sobre o que é aluá, é o mesmo que gengibirra?

7:12 PM

 
Blogger Monique I said...

Concordo plenamente com vc! É a única época do ano que espero ansiosamente... Prazer em "te conhecer"! virei sempre aki. bju

12:46 PM

 
Blogger Carla San said...

Moça de cabelim de anjo, a gulosa aqui gosta mesmo é de maçã do amor e de vc em qualquer época do ano.
Saudades

8:56 PM

 
Anonymous Anônimo said...

Humm, sábado vou fazer uma festa junina atrasada aqui em casa! E tá a maior animação. Milho, pipoca, quadrilha, amendoim, quentão e muita gente boa pra se divertir! Depois te mando fotinhos! beijo, Mariana

10:32 PM

 

Postar um comentário

<< Home