98 Telinha e seus gatinhos

no dia que eu me zangar
mato voce de carinho

Ze´ Limeira

19.11.08

tava vendo o jogo do brasil e o felipe massa dando entrevista pro galvão. e tome o bom mocismo felipiano. daqui a pouco santificam.
detesto isso. detesto que os departamentos de marketing tenham transformado os pilotos brasileiros nos bons meninos que correm fórmula um. aquela capa de caras chamando o felipe de "felipríncipe" estragou o moço para sempre na minha cabeça. não respeito felipríncipes. não quero corredores com pretensões a congregados marianos, quero bons pilotos. o piquet é e era um fdp, e corria muito. mesmo detestando aquele cara e aquela cara dele, reconheço isso. essa onda de "bom rapaz, direitinho, desse jeito não tem mais" começou com o senna e extrapolou depois da morte dele. não quero isso, gente. a viuvez do senna marcou toda uma geração. já tá na hora de tirar o luto do corpo e cair de novo na gandaia. o senna foi um excelente corredor, um campeão fora dos parâmetros? foi. mas agora ter que agüentar o galvão suspirando pelo momento de gritar "é bruno, é bruno, é bruno senna do brasil, é do brasil" é de dar nos nervos. se continuar desse jeito, eu não vejo mais fórmula um. já bastou a tentativa infeliz de vender o barrichello como herdeiro do senna. o rubinho é um bom piloto? é. é piloto para vencer campeonato? não, por fatores tanto internos quanto externos. provavelmente acabou a carreira dele este ano, de forma melancólica. rubinho merecia mais. e merecia não ter corrido metade da sua carreira sob o peso da sombra do ayrton.

eu gostava de fórmula um. eu torcia, eu discutia, eu analisava os meandros de cada corrida, eu virava as noites assistindo. agora eu vejo a largada, espero alguma batida na primeira curva, venho pro computador e, se amado marido esquece de me chamar, nem vejo a chegada.

a fórmula um perdeu o encanto para mim, e isso aconteceu não apenas pq o senna morreu ou pq houve a hegemonia do schumacher. aconteceu porque eles mudaram e eu não mudei. ou pq eu mudei e eles mudaram. tentar analisar porque um amor acaba é assim, confuso. ya no los quiero, es cierto, pero cuanto los quise. neruda sabe mais do que eu.

10 Comments:

Blogger Ana Paula said...

Ai, Telinha, posso assinar embaixo?

9:40 PM

 
Blogger stella said...

amor, fica à vontade. aqui vc manda! :D

9:49 PM

 
Anonymous M. said...

Não entendo, mas vc dizendo, escrevendo com a propriedade de sempre, confio e também peço para assinar embaixo.
beijos

1:15 AM

 
Blogger stella said...

amor, não se fie em minhas propriedades, é tudo alugado ;)

8:57 AM

 
Anonymous mani said...

Outro dia levei um susto. Vi um moço magrinho fazendo propaganda de calça jeans, sem camisa, e achei-o feinho, e pensei: "Puxa, tão aceitando moço feinho na propaganda, legal." Depois olhei melhor, e era o Bruno Senna. E logo lembrei do tio.

11:46 AM

 
Blogger stella said...

:D

7:32 PM

 
Blogger Luciana said...

Esse comentário não tem nada a ver com o post!sou leitora assídua do seu blog,desde quando seus netinhos nasceram, eu não comento muito e nem sei pq, mas hj eu lembrei de vc e deu vontade de dizer aki...nessa sexta feira eu estava em uma fila enorme no banco e aí do nada eu lembrei do "Pe-dro Hen-ri-que" e dei umas boas gargalhadas no banco, traduzindo:tirei atestado de doida por sua causa!engraçado como eu lembro e gosto de uma pessoa que eu nem conheço!rs... um bjo enorme para vc e os gatinhos!

10:23 AM

 
Blogger stella said...

luciana, pe-dro-hen-ri-que é um sucesso! :D

12:50 PM

 
Blogger Tathy said...

Essa eterna viuvez do Senna me irrita profundamente: em qualquer conquista, qualquer vitória, até em campeonato de bola de gude, lembram do homem! Cansa demais e acaba deixando a gente com má vontade. bjs

7:00 PM

 
Blogger stella said...

exato, tathy. não mudo uma vírgula do que você disse.

10:53 PM

 

Postar um comentário

<< Home